Minha mãe que disse! – Convite especial

Recebi outro convite maravilhoso, e já tô quase começando a me sentir hahaha (até parece né!)

O  “Minha mãe que disse” ou MMqD, me convidou para escrever sobre a paternidade. Veja o resultado, e espero que um dia, o tão esperado Nicolas, leia com o mesmo orgulho que eu escrevo, cada uma das linhas do texto.

Acesse, leia e comente!!!! >>>> Quem é meu pai? <<<<

Se tiver afim, leia também o que escrevi no blog “Mamãe e Cia” Legado

Leia Mais

Psicomotricidade… what?!

Nas bagunças de final de semana, no meio de piadas, casos da vida, bobagens, costuma sair assuntos mais apurados, complexos, como por exemplo, a Psicomotricidade.

Esse palavrão tem por definição:

“É a ciência que tem como objeto de estudo o homem através do seu corpo em movimento e em relação ao seu mundo interno e externo. Está relacionada ao processo de maturação, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. É sustentada por três conhecimentos básicos: o movimento, o intelecto e o afeto. Psicomotricidade, portanto, é um termo empregado para uma concepção de movimento organizado e integrado, em função das experiências vividas pelo sujeito cuja ação é resultante de sua individualidade, sua linguagem e sua socialização.” (Sociedade Brasileira de Psicomotricidade)

Diferentemente do que alguém possa pensar, não estou na pesquisa sobre esses temas porque serei pai. O tema surgiu em forma de associação livre de bate-papo de buteco(só não estávamos em um buteco, foi na minha casa mesmo) e quando uma amiga pedagoga soltou esse palavrão “PSICOMOTRICIDADE”, por algum motivo(rsrsrs) o silêncio tomou conta do recinto e após uma breve pausa, TODOS os ali presentes, começaram a dar palpites sobre o significado dessa palavrinha de 16 letras.

“É uma criança psíquica em uma moto na cidade”

ou

“Criança louca com uma motrina elétrica na mão”

Entre outras pérolas… rs

Penso comigo, se uma palavra com 16 letras gera tantos levantamentos assim, imagine então, uma pequenina palavra de 3 letras(com o peso de 3 Toneladas)… PAI(ou MÃE, para as moças hahaha), creio ser a palavra que gela a espinha de muito barbudo. #truestory!

O que me conforta é saber que, do mesmo jeito que eu não sabia o que era Psicomotricidade e aprendi, posso  também, aprender a ser Pai. Creio poder afirmar que ninguém sabe de tudo e os que acham que sabe, estão mais perdidos do que eu…

Leia Mais

Azul

“Ver na vida algum motivo
Prá sonhar
Ter um sonho todo azul
Azul da cor do mar…”

Tim Maia

http://youtu.be/fdHnEGyv76Q

Ultrassom Final Round!

Quarta-feira 01h , cadê o sono? Somado ao calor que anda fazendo(sorte do bebê que ele nascerá no inverno) acabei dormindo bem pouco, as 5:30 celular desperta.

Pulei da cama, igual fazia em dia de ir pescar(adoro pescar), e já comecei chamar a Naty, sim, comecei… 1x 2x na 3 vez eu já fui para o banheiro acompanhado do meu mal humor matinal hahaha… que logo passou, foi só lavar o rosto. 

Ambas as avós decidiram que queriam ir no ultrassom, as 6:10 peguei minha mãe e 6:30 peguei a mãe da Naty. Após um trânsito chato, chegamos em santana 7h em ponto.

Rapidamente atendidos, entramos na sala sem o médico perceber que estava quase levando uma caravana do Silvio Santos, para ver o ultrassom, ele só percebeu quando tentou abrir a porta da saleta, e quase não conseguiu entrar por falta de espaço… kkkkkkkkk Eu disse “Bom dia doutor, tem problema as avós verem o exame ?” com um olhar de “Elas já estão aqui na sala né… ” ele disse “Sem problemas”. E assim foi o exame, sem problemas, tudo normal, saudável, apenas uma peculiaridade, o bebê estava na posição horizontal na barriga da Naty, de uma costa à outra, e parecia um boxeador, dando socos no cordão umbilical…rs

O curioso aqui, perguntou “Doutor, dá última vez você disse que apostaria que fosse um menino, mas não confirmou e agora, dá para confirmar?” ele todo sério tosco “Eu não aposto nada, apenas disse que era bem provável ser menino…” dei uma de Prof. Giraffales para cima dele “tátátá e agora, dá para confirmar?”

 

Resultado

Ontem twittei no @bbonfim “Amanhã é dia de saber de qual cor pintarei o quarto do bebê. Lilás ou azul?! Alguém arrisca um chute?”

A esmagadora maioria chutou em Azul, só vi isso agora, depois de chegar no trabalho, após o ultrassom de 2º semestre, adivinhem qual o resultado? AZUL, convencionalmente usado para representar o sexo masculino.

meninoPode-se dizer que eu já suspeitava, por algumas razões:

– Naty apostou que se fosse meninA ela pintaria o cabelo de LOIRO, pensem… ela teria que ter TOTAL certeza materna para apostar algo assim… rs… Você deve estar curioso para saber o que eu terei que fazer por 6 meses, agora que perdi a aposta… isso vou deixar para um próximo post.

– Num dos ultrassons passados, ele estava pulando sem parar, digo, sem parar mesmo e na hora de tentar ver o sexo, ele fechou as perninhas só de sacanagem… e pelo ultrassom quase deu para ver a Troll Face dele…rs

– Neste ultrassom ele estava na posição horizontal, na barriga da Naty, ou seja, chutes da bexiga e costela são “normais”. Em jogo do Corinthians então… é quase um carnaval a cada grito(meu) de gol.

Agora é correr atrás dos preparativos do chá de bebê, enxoval, lembrancinhas, uniforme do curintia e etc…

 

 

Leia Mais

Problemas com Palavrão?

Mesmo antes do meu bebê nascer, já me preocupo com esse tema PALAVRÃO. Sei que isso é inevitável, creio que pelo menos 1x na vida até os mais “certinhos” já soltaram um palvrão bem cabeludo…

 

… um sonoro Filho da Piiiiiii.

… um libertador Fod#%-se.

… um expressivo Vai tomar no meio do olho do centro do seu C*(Direitos reservados ao meu amigo Kana)

Realmente tenho alguns problemas com palavrão, é meio que vírgula para mim… Se vacilar quero usar até nas monografias “Na semiótica de Pierce, temos como certeza apenas um apontamento, comunicar-se é FODA PÁ CARALHO!” Brincadeira….rs… Quando escrevo para pós, me controlo…rs

Antes mesmo do bebê nascer, já estou procurando uma maneira de reduzir a “boca suja”.

Se até aqui você já esta torcendo o nariz para o meu texto, então, infelizmente não posso ajudar(ver tabela)

palavrao
(Clique para ampliar)

Muito prático não? Não ensine seu filho(a) a falar palavrão, é para isso que existem sobrinhos, tios, primos e similares… rs… mas que é uma graça ver crianças falando palavrão, ainda mais errado, é né?! Admita!

Como você agiria nessa situação?! Você acredita que o palvrão ainda é um tabu?  Deixe seu Comentário.

Edit: Horas depois desse post, meu amigo Rafael Vieira, me mandou esse vídeo >> http://youtu.be/EPCiW2xFKf4

 

Leia Mais

20º Semana – Só resta o resto…

Meu bebê completa hoje 20 semanas de existência. Só resta o resto.

“Só RESTA o resto.”

“Só resta o RESTO.”

Propositalmente usei a frase três vezes seguidas, não por déficit de atenção(DDA), mas para conseguir ler em voz alta e ouvir essa frase, que mesmo pequena, diz muito. Não vou me aprofundar muito na semiótica, pois aqui não é hora nem lugar, mas preciso basear meu texto em algo, semiótica então…

Encontrei no Wikicionário o verbo RESTAR, pasmem(como eu pasmei) uma das definições é Sobejar, ter de sobra, sobrar. Não no sentido mínimo, faltante e de desprezo, mas no sentido de sobrar em quantidade; Já a palavra RESTO tem como signos as palavras: detrito, resíduo ou o não dito, não feito…

Podemos simplificar a vida dizendo que ela é feita de escolhas, preto no branco e ponto final. Será que é realmente tão fácil assim? Viver e escolher pode parecer libertador, mas em cada escolha, deixamos de lado outros caminhos, oportunidades, como uma história que nunca será vivida.

Parece ruim? Talvez.

Mas deve-se ter em mente não as oportunidades perdidas ou deixadas de lado, mas sim, o que te faz ser quem você é, as decisões e escolhas conscientes. As oportunidades que você se agarrou.

“Só resta o resto.”

É o início de abundância de escolhas, oportunidades, caminhos que te tornará alguém, te tornará um sujeito, o que sobra disso? Quais detritos e resíduos? Qual o resto?

Sobram alguns arrependimentos e frustações, mas com certeza, sobram também boas histórias, amizades inesquecíveis, família, carreira profissional, realização pessoal e etc… Caso na balança da vida, nada disso te reste, então repense e recomece. Nunca é tarde para ser alguém à você mesmo.

 

Clipe RESTA – Ana Carolina

http://youtu.be/zmuLpr9-T1k

 

Leia Mais