Os dentinhos e o início da subjetividade

Os benditos dentes de cima estão nascendo! GOD HELP US! hahaha Os da banguela de baixo, já nasceram e estão mais afiados do que nossa faca de churrasco… Somado a malícia do Nico de TUDO que põem na boca empurra para a parte de baixo da gengiva… Já pegou meu dedo para valer mesmo umas duas vezes… corta mais do que serra aqueles par de dentes. Dobro meu dedo e coloco na boca dele para medir a força da mordida… parece um pit bull galera kkkkkkkkkkkk

Os mordedores até choram quando estão na mão do Nico, e o garoto é a paciência em pessoa(sóquenão), quando dá chilique tenta morder o pai, a mãe, o tetê… até a avó já tentou morder… rs… É engraçado que com a mordida vem um gritinho tipo gladiador ” aaaaaaaaahhhhhhhh” e uma cara ameaçadora. Creio que ele puxou duas peculiaridades(para não dizer defeitos…rs) que Naty e eu temos, mal humor quando se está com fome e sono, respectivamente. Ou seja, estamos fudidos e vamos pagar pelo que fizemos à nossos pais… kkkkkkkkkk Creio que muitos dos pais e mães que leem este blog, devem estar rindo agora, porque sabem que é verdade, cuspir para cima é perigoso e quase sempre volta.

Outra novidade é o BEIJO, sim, agora ele manda beijo, mesmo sem saber o que é beijo, fala alto com ele, beijo, fala baixo, beijo também, ele vê galinha pintadinha = BEIJOS E MAIS BEIJOS… rs… menino vai ser impossível na beijação kkkkkkkkkk

Para comer agora é complicado, ele parece uma maquininha de triturar legumes e frutas, colherada atrás de colherada, se parar ouvimos berros, sorte que ele ainda é pequeno, senão já tomaria uns esculachos por não ter um pingo de paciência… é sério, acabou a papinha? A fruta tem que estar do lado, acabou a fruta, a bendita água deve estar perto, acabou tudo, alguns minutinhos de manha, e depois felicidade eterna(até a próxima refeição kkkkkkkkkk).

Já esta começando a entender o NÃO, só que não dá a mínima quando o ouve… rs … Nomeou a sua madrinha de “DADADA”, e continua falando TETA esporadicamente e agora conversa com seus brinquedos e com os gatos, está começando a voltar a dar trabalho para dormir, mas isso é culpa de seus pais que nos finais de semana ferram com sua rotina… faz parte né… e assim a construção subjetiva continua.

 

Ahhhhhhhhh tenho que fazer 2 posts que estou devendo, Nico na piscina e O Batizado do Nico… logo menos está pitando por ai, continue lendo e compartilhando o Aventura Paterna!

Comenta ai, quem mais tem filho(a) beijoqueiro(a) e olho gordo?! hahaha

Bom final de semana para todos!

 

Leia Mais

Hora de descer o berço

Moramos em uma descida que liga um bairro à outro, lógico que existem outros caminhos para ir de uma bairro ao outro, porém a rua onde moramos é uma espécie de “atalho” para ônibus, caminhões, carros possuídos por satanás…rs … e afins…

Sério gente, é o dia inteiro freadas e a casa chega a tremer quando um caminhão carregado passa nos buracos sortidos da rua. Travamos a mandíbula a cada freada longa “Fiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii… ” Naty costuma dizer que nossa rua tem um ANJO, e após toda freada com final feliz(quando não atropela ninguém ou bate no nosso portão, como já aconteceu duas vezes) ela diz: Olha o ANJOOOO trabalhando… rs

Dia desses, quando cheguei do trabalho Naty estava sentada no chão da sala, com o notebook na mesinha e Nico “penteando” seus cabelos, sentadinho no sofá. Naty estava parecendo a Bellatrix Lestrange kkkkkkkkkkk Após mais uma freada, Nico se levantou e ficou em pé no sofá, com ajuda apenas das madeixas da mamãe. Ficamos num silêncio, Naty olhou para mim, eu olhei para ela e Nico olhou para a galinha pintadinha que rolava na tv… rs…

A partir daí, tivemos a certeza que o berço deve ser ajustado o quanto antes. Nico já se agarra em tudo e usa de alavanca para levantar e sentar, engatinhar ainda nada, ele usa a tática de “rolar”, vai rolando até o controle remoto, celular, notebook e etc… O menino causa demais! rs

PS. Se alguém souber como faço para pedir/implorar uma lombada para minha rua, de preferência na frente da minha casa, me avise, por favor.

=)

 

E vocês, já passaram por esse marco de crescimento? Ou tem alguma história engraçada para compartilhar?

 

Leia Mais

Mulheres, mães e avós…

Meus sinceros parabéns às mulheres… mas, não à todas. Apenas as que merecem e são dignas de carregar esse gênero tão forte, batalhador e difícil de carregar. Por vezes tão desvalorizadas, usadas e históricamente maltratadas, agora é a sua vez mulher, de vencer, colher os bons frutos plantados por gerações passadas e semea-los novamente… ser feliz.

Um parabéns especial para as mulheres que já são mães, pq durmo do lado de uma, e sei como é árduo, porém, recompensador esse papel tão lindo que apenas a mulher desempenha. Nós homens, temos que comer muito feijão para alcança-las! =D

Um excelente dia e mais uma vez, meus parabéns.

Leia Mais

A primeira palavra

Os “primeiros” marcos de desenvolvimento são importantes para nós, pais, o bebê não se lembrará (de quase nenhum)deles, por estar em uma fase que nosso cérebro não faz muita questão de trazer a tona essas experiência um tanto que traumáticas(acontecimentos não previstos e indesejáveis), como por exemplo a fome, a cólica, a angústia de separação dos pais, o crescimento dos dentes e etc., para nós adultos, pode parecer ridículo, de pouca importância, mas nós já estamos inseridos na linguagem, na fala e escrita, então conseguimos expressar, reagir a determinada ação, meu dente dói? Eu vou no dentista. Algo me incomoda? Eu tento de alguma maneira resolver isso. Parece tão primitivo, que soa como mentira, mas não é.

Voltando para o assunto de “marco do desenvolvimento”. Andar, falar, sorrir, engatinhar, são conhecidos marcos, que ansiosamente desejamos estar presentes na vida de nosso filho(a), eu tive a sorte de estar presente na primeira palavra dita, e repetida várias vezes, que o Nico pronunciou. É um momento mágico(música instrumental…rs), único quando você escuta da boca do seu bebê a palavra mais esperada, o chamado por alguém que ele tanto ama, de dentro de sua pequena garganta sai a palavra TETA!… Sim! TETAAAAAAAAAAAAAAAA!

Foi mais ou menos assim:

Naty, minha sogra e a madrinha do Nico, conversavam na cozinha sobre o Nicolas começar a andar e falar, ele não tem muito a cara de quem irá engatinhar, creio que vai andar direto,  disseram algumas palavras “padrões” para bebês noobs(novos)… “papa, mama, tete, pepe, vovo…” Mas, Nico estava prestando atenção em outra coisa, creio que estava próximo do horário dele mamar, que por sinal, ele possui uma pontualidade britânica para mamar, de 3h em 3h ele abre o berreiro de fome(ou gula…rs). Acho que minha sogra disse algo sobre ele querer TETA e ele repetiu TETA. Elas ficaram espantadas e repetiram quase juntas, TETA? Ele respondeu TETA! Teeeeeeeeeetaaaaaaaaaaaaaa(dando um gritinho) com uma risada gostosa no fim da palavra.

Sim meus queridos, pensaram que ia ser papai, mamãe, vovó… dançaram(assim como eu dancei), o menino disse TETA.

Vida longa à teta! rsrs

Leia Mais