Hora de descer o berço

Moramos em uma descida que liga um bairro à outro, lógico que existem outros caminhos para ir de uma bairro ao outro, porém a rua onde moramos é uma espécie de “atalho” para ônibus, caminhões, carros possuídos por satanás…rs … e afins…

Sério gente, é o dia inteiro freadas e a casa chega a tremer quando um caminhão carregado passa nos buracos sortidos da rua. Travamos a mandíbula a cada freada longa “Fiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii… ” Naty costuma dizer que nossa rua tem um ANJO, e após toda freada com final feliz(quando não atropela ninguém ou bate no nosso portão, como já aconteceu duas vezes) ela diz: Olha o ANJOOOO trabalhando… rs

Dia desses, quando cheguei do trabalho Naty estava sentada no chão da sala, com o notebook na mesinha e Nico “penteando” seus cabelos, sentadinho no sofá. Naty estava parecendo a Bellatrix Lestrange kkkkkkkkkkk Após mais uma freada, Nico se levantou e ficou em pé no sofá, com ajuda apenas das madeixas da mamãe. Ficamos num silêncio, Naty olhou para mim, eu olhei para ela e Nico olhou para a galinha pintadinha que rolava na tv… rs…

A partir daí, tivemos a certeza que o berço deve ser ajustado o quanto antes. Nico já se agarra em tudo e usa de alavanca para levantar e sentar, engatinhar ainda nada, ele usa a tática de “rolar”, vai rolando até o controle remoto, celular, notebook e etc… O menino causa demais! rs

PS. Se alguém souber como faço para pedir/implorar uma lombada para minha rua, de preferência na frente da minha casa, me avise, por favor.

=)

 

E vocês, já passaram por esse marco de crescimento? Ou tem alguma história engraçada para compartilhar?

 

Leia Mais

A primeira palavra

Os “primeiros” marcos de desenvolvimento são importantes para nós, pais, o bebê não se lembrará (de quase nenhum)deles, por estar em uma fase que nosso cérebro não faz muita questão de trazer a tona essas experiência um tanto que traumáticas(acontecimentos não previstos e indesejáveis), como por exemplo a fome, a cólica, a angústia de separação dos pais, o crescimento dos dentes e etc., para nós adultos, pode parecer ridículo, de pouca importância, mas nós já estamos inseridos na linguagem, na fala e escrita, então conseguimos expressar, reagir a determinada ação, meu dente dói? Eu vou no dentista. Algo me incomoda? Eu tento de alguma maneira resolver isso. Parece tão primitivo, que soa como mentira, mas não é.

Voltando para o assunto de “marco do desenvolvimento”. Andar, falar, sorrir, engatinhar, são conhecidos marcos, que ansiosamente desejamos estar presentes na vida de nosso filho(a), eu tive a sorte de estar presente na primeira palavra dita, e repetida várias vezes, que o Nico pronunciou. É um momento mágico(música instrumental…rs), único quando você escuta da boca do seu bebê a palavra mais esperada, o chamado por alguém que ele tanto ama, de dentro de sua pequena garganta sai a palavra TETA!… Sim! TETAAAAAAAAAAAAAAAA!

Foi mais ou menos assim:

Naty, minha sogra e a madrinha do Nico, conversavam na cozinha sobre o Nicolas começar a andar e falar, ele não tem muito a cara de quem irá engatinhar, creio que vai andar direto,  disseram algumas palavras “padrões” para bebês noobs(novos)… “papa, mama, tete, pepe, vovo…” Mas, Nico estava prestando atenção em outra coisa, creio que estava próximo do horário dele mamar, que por sinal, ele possui uma pontualidade britânica para mamar, de 3h em 3h ele abre o berreiro de fome(ou gula…rs). Acho que minha sogra disse algo sobre ele querer TETA e ele repetiu TETA. Elas ficaram espantadas e repetiram quase juntas, TETA? Ele respondeu TETA! Teeeeeeeeeetaaaaaaaaaaaaaa(dando um gritinho) com uma risada gostosa no fim da palavra.

Sim meus queridos, pensaram que ia ser papai, mamãe, vovó… dançaram(assim como eu dancei), o menino disse TETA.

Vida longa à teta! rsrs

Leia Mais

O que será que ele pensa?

Dia desses cheguei em casa, abri a porta e lá estava ele, Nico sentado no carrinho, com uma perninha no banco e a outra pendurada por cima da alça, com a correntinha do prendedor de chupeta no dedo. Abro a porta e sempre chego com um sonoro “Oi bebê do paiiiiii… Nicooo” e um beijão na bochecha gorda dele. Normalmente ele me recepciona com barulho e balançar de mãos, mas esse dia, ele sorriu para mim. Não uma risada de cócegas, mas um sorriso, banguelo e sincero.

Na primeira vez fiquei emocionado, Naty até me zuou, pois não costumo ser muito emotivo, mas meus olhos encheram de lágrimas… Ele sempre sorria para mim, em ocasiões diversas, mas na minha chegada em casa, no momento em que eu abri a porta, foi a primeira vez. Aquele sorriso reseta tudo de ruim que possa ter acontecido no meu dia, meu mal humor(que as vezes é foda…rs), minha fome, meu cansaço… nada é páreo para aquele sorriso.

Sempre fico pensando “O que será que esse menino deve pensar quando me vê?”. Sei que ele já associa, mas com o que? Com risada? Carinho? Comida? Banho? Com sono? hahaha.  Creio que seja uma questão que nunca irei descobrir… mas fica aqui registrada minha curiosidade…rs
A pergunta do título “O que será que ele pensa?” não é feita por mim, mas, para mim, vinda do Nicolas, pois creio que ele também não entenda o que a minha chegada represente, mas mesmo assim, de alguma maneira, há felicidade em me ver, e respondendo a pergunta do Nico, eu penso que ter tido você, foi a melhor decisão que tive em minha vida.

 

Desculpe o tempo sem escrever um post, prometo melhorar meu comprometimento com o blog e com vocês. Na verdade o comprometimento com o blog está ok, não to postando porque estou trabalhando no novo layout do Aventura Paterna!!! Agora vocês me respondem “foda-se, arruma tempo e posta coisas novas”… eu abaixo a cabeça e digo OK… Aaaaaaaaaaaahhh também estou trabalhando nos reviews das fraldas e brinquedos, dá trabalho pacas né… tenso!

 

Bjs

Leia Mais

Dormir é um problema?

Nico esta com dificuldade para dormir bem, agora a “balada” é uma mistura de manha, dentes e a bagunça no relógio biológico, herdado da Naty. Quando eu estou com sono, encosto e durmo, não importa o lugar(com luz, sem luz, com barulho ou não), simplesmente capoto!Ele também tem essa facilidade, só que usa apenas em festas, churrascos e  viagens.

Naty já tem um sono leve(até demais), se o Nico boceja no quarto ao lado, ela já levanta e vai ver o que houve, bendita seja a mãe, porque eu sou uma pedra sonolenta, além de virar o DIMBAS(666) após as 4:00am, fico num mal humor terrível, nem a Naty me aguenta… rs… Ela levanta, dá de mamar, brinca, troca fralda, faz parar de chorar quando ele acorda assustado(acontecendo frequentemente, por sinal). No final de semana eu consigo ajudar bem mais, para que ela se recupere do trabalho pesada da semana.

Sinto que poderia ajudar mais, porém, mãe é mãe, a maternidade muda a mulher de tal forma, agrega paciência, força, garra, amor, carinho e etc. Esses dias para Naty “não vou te dar nada de natal, mais no dia das mães, pode escolher o que você quiser, que será seu” a esperta me retruca com um sorriso no rosto e a voz fininha ” DISNEEEEY”… menos Naty… menos… rs Você já tem um pateta em casa. Tu ru tiiiiiiiiissssssss.

A rotina se mantém em casa, no fim da noite, eu dou banho no Nico, ele mama e depois o coloco para dormir, ao som de Maria Rita, Seu Jorge, Marisa Monte, Galinha pintadinha e até um pouco de música clássica, eu sou musicalmente eclético, e ele que “sofre” com isso…rs… Em 10 minutos ele está dormindo pesado, coloco-o no berço, e vou deitar, não dá 30 minutos e o safado acorda aos berros e só sossega quando o tiramos do berço. Em nossa cama ele dorme sozinho, vendo tv ou brincando, ele capota sem esforço, mas para o manter no berço é uma luta, e olha que ele só dormiu conosco no 1 mês, depois foi para o bercinho do lado de nossa cama, ficou lá até os 3 meses, depois foi para seu berço fixo, em seu quarto, nos dias de vacina, deixo ele dormir conosco, caso alguma reação apareça no meio da noite, febre e etc.

Torço para que seja apenas fase, e que seja breve! Preciso hibernar URGENTE!

Esta difícil dormirmos mais de 3~4 horas seguidas, e ele também, isso cansa de tal maneira que era melhor nem dormir. Já acordamos cansados, querendo deitar novamente, mas quando vemos aquele banguelo sorrindo, recuperamos um pouco de nossas forças para viver mais um dia ao seu lado.

nico_sono

Alguém mais sofre de sono ?! Comente!

Leia Mais

O necessário

“Eu digo necessário
Somente o necessário
Por isso é que essa vida eu vivo em paz”

Mogli

A enfermeira e tia Bia é a responsável pelas vacinas do Nico. Ela sempre fez questão de aplicar cada uma delas, mas já deixou claro que a partir dos 6 meses de idade não faria mais essa “maldade” com o Nico “tenho medo de que quando ele me veja, já me associe com picada de injeção!” hahahaha. Nunca fui muito a favor de vacinas(as mães pira), mas, nem por isso, deixo de dar as vacinas do Nico em dia. Eu já sou marmanjo, tenho 26 anos e ainda estou vivo, mesmo sem vacinas, isso é história para um outro post.

Nico é fortinho para vacina, nunca teve reação(febre, vomito e etc), mas por precaução, em dia de vacina, ele dorme conosco na cama, para facilitar tirar a temperatura na madruga… Na semana pós vacina, Nico fica manhoooooso, faz biquinho de choro, é engraçado quando aprendemos(pela convivência) a detectar o tipo de choro do bebê, de manha, de fome, dor ou cólica(um tipo FILHODAPUTA de choro), sono e etc… é realmente uma linguagem a parte.

Para quem esta de fora, na platéia(amigos, familiares e etc) choro = choro, mas, para quem vive junto choro = N’ alternativas. Já ouvi muito “ele tá com fome, certeza!” o moleque acabou de mamar, “não é cólica não?” ele já tem 5 meses, cólica é coisa rara agora, “acho que é o ouvidinho” você pega ele no colo e o choro “milagrosamente” pára… Quem já teve mais de um filho, sabe que mesmo gêmeos são diferentes, eu só tive um(ainda) mas convivi com outros bebês MUITO diferentes. “No atacado e no varejo dos bebês”, a coisa muda muito hahaha.

Fico curioso a cada mudança comportamental do Nico. Ele já esta começando a atender(virar a cabeça) quando ouve seu nome, mas, dependendo do humor(sim, ele já tem algo parecido com humor…rs…) ele não dá a mínima. Naty luta 2 guerras por dia, dar de mamar e trocar a blusa dele. Para essas duas ações a paciência dele é curtíssima, diminui o fluxo do leite, já abre o berreiro, fica virando os braços, tenta levantar do colo… sim LEVANTAR DO COLO, no melhor estilo  “fuck that shit!”. Após o banho(ele adora banho), fralda CHECK, calça/bermuda CHECK, meias CHECK, colocar blusa = transformação em Hulk Mirim.

Dormir no berço em um horário aceitável(antes das 22h) é a minha guerra diária, como trabalho fora, tenho pouco tempo com o Nico, então faço questão de 2 coisas, dar banho nele e coloca-lo para dormir, é o nosso tempo juntos. Mas a cada dia na “guerra do sono” tenho que mudar de estratégia, para conseguir vencer, ainda estamos longe das 22h, mas, um dia eu chego lá… r. Já demorei cerca de 2h para coloca-lo para dormir e ele dormir apenas 30 minutos, o reloginho biológico dele, deve estar no horário do Japão… só isso explica… rs

Posso continuar aqui dando exemplos de ações e escolhas necessárias(pelo menos eu penso que sim), que tomo no dia a dia, para o bem estar e educação do Nico. E por que raios você disse tudo isso Bruno? Cadê o começo meio e fim dessa p%$@ de post. Simples! Como pai, faço coisas, no dia a dia, que pode causar dor ou “dor”, porém, são necessárias para os pequenos. Chorou quando mamou? Então tira o leite e dá fórmula? Lógico que não, seja paciente e tente dar mais leite. Ele não gosta de vestir a camisa, blusa ou camiseta? Deixa pelado? Não, coloca mesmo que contrariando o bebê, para evitar uma gripe ou algo pior, se ele chorar, acalme-o. São ações necessárias, seja para nós, pais, ou seja para eles, filhos. E as coisas continuarão assim para sempre, só mudarão as ações e os chiliques… rs

Eu tive noção disso ontem, quando após o banho Nicolas chorou MUITO para ser trocado, berrava, gritava, batia braços, estava igual a música “ah que isso, elas estão descontroladas…” dai perguntei para Naty, quando será que isso acaba e ele entenderá que o que estamos fazendo é necessário… ela me respondeu de uma maneira bem maternal, nunca!

Só devemos(e incluo vocês, pais e mães, nessa também!) tomar cuidado para não engolir as escolhas, opções e subjetividade de nossos bebês, transformando eles em extensões de nosso eu, isso seria trágico, para não dizer triste de diversas maneiras… Aprecie com moderação e parcimônia, igual a cerveja =P

(Quando tiver 10 anos Nico, favor reler este post, para evitar se frustrar por toda a sua adolescência e juventude… rs).

E vocês mães e pais de plantão, já se sentiram assim alguma vez? Comenta ai!

Leia Mais

Personalidade

Será que ainda é cedo para falar de personalidade? Pode ser que sim, mas, que o danado do Nico já tem preferências sobre determinadas coisas, isso é uma verdade.

> Ele detesta por o cinto de segurança do carrinho de bebê, gosta de viver perigosamente.

> Adora tomar banho de chuveiro, só não gosta de sair do banho.

> Sempre chora para colocar a parte de cima da roupa (camisa, camiseta e macacão).

> Ri de barulhos que fazemos com a boca, quanto mais aleatórios, mais risos.

> Gosta de carro em movimento, odeia sinal vermelho.

> Acorda sempre sorrindo e logo em seguida chora.

> Quando esta com sono, esfrega as mãozinhas nos olhos.

> Quando vamos trocar a fralda, ele fica envergando o corpo(parece uma ponte) e rindo da nossa cara.

> Bate papo com  TOM CAT(app  android que repete com voz de taquara rachada, tudo que falamos).

> Não tem medo de bicho, ri da cara dos gatos e recebe lambidas do Bruce sem chorar.

> Mama feito um bezerro e bebe água feito um camelo.

> Após pegar no sono, apenas uma coisa no mundo consegue acorda-lo, Aslan, o golden retriever que vive na casa de baixo.

> Galinha Pintadinha é sua banda favorita (risos). Mas ainda não tem altura mínima para ir no show.

> Sem paciência quando esta com fome, com sono e com dor(quem não é?!).

 

Se isso não é um início de personalidade, não sei o que pode ser.

Quem tiver algo para acrescentar sobre seu pequeno, posta ai nos comentários!

Leia Mais

Banho de chuveiro

Cansamos da banheira, na verdade, ele quase não cabe mais, de tão grande(e gordo) que ele esta. As dobrinhas da perna estão começando a aparecer, e um protuberante panettone surge em sua pança de bebê… rs…

Continua dando trabalho para mamar, mais isso é assunto para outro post… rs.

Para resolver o problema da banheira, decidimos tentar o chuveiro. Tomei banho antes, arrumei toalha, sabonete, e muita paciência, pois, imaginava que seria TENSO esse “novo” banho.

Ele entrou no banheiro animadão e curioso, pois, pouco conhecia esse ambiente da casa, afinal de contas, seu banheiro é portátil e magicamente limpo de tempo em tempo.

Ao entrar no box fumê, arregalou os olhos(bem no estilo curioso) olhando tudo e ficou balançando o pescocinho, no melhor estilo, bobble headdog_head… rs

Não assustou, nem deu escândalo, só se irritou um pouco na hora de lavar a cabeça(como sempre!). Fiquei surpreso como ele se adaptou rápido para essa nova realidade de banho, para nós é algo tão sem importância, mas para ele, um mundo novo de possibilidades e aprendizado contínuo(e eu faço parte disso!!! uhuuul)!

Saiu do banho todo pimpão, e para variar, chorou na hora de se trocar, nunca vi criança que gosta tanto de ficar pelado igual o Nico, muleque vai virar nudista quando crescer, só pode! rs

Semana passada não postei pois estava de “férias” na praia, curtindo minha família e meu filhão! Que por sinal adora praia, acho que a mudança de pressão ajuda ele a dormir bem melhor… ahhh se a grana desse mudaria para lá hoje! (ps. a internet lá é de até 4mb, contra o meu humilde 1mb aqui em SP… trágico!)

 

Novidade: Nico tá curtindo a galinha pintadinha… a baratinha é a preferida, que por sinal, o bicha mentirosa e fudida da vida(sofre bullying e não tem sorte nenhuma…rs…) hein! Para os que não entenderam, clique aqui.baratinha

Até o final da semana vou subir um vídeo do Nico de pé, causando com a mãe dele no sofá de casa!

Abraços!

BobbleHead

Leia Mais

1º Dia das Crianças do Nico

Sou meio revoltado(e mão de vaca) com datas comerciais que só servem para foder o orçamento da família. Este ano, não tive problemas orçamentários, pois,  Nico ainda não sabe falar, pedir, nem escolher presentes caros(trolololololo Chupa consumismo!), demos um urso interativo, que fala, canta, fala as cores e nomeia as partes do corpo, muito bonitinho e colorido por sinal. Nico ficou encantado com os sons e as cores, mas vira e mexe ele mete o tapa no ursinho, acho que estou vendo muito UFC com ele na sala…rs

Para a sorte do Nico, nem todos são “muquinha”(Palavras da Naty), ou seja, Nico ganhou presente do dia das crianças de muita gente, até de gente que nunca me deu nada, fiquei surpreso e feliz. Ele ganhou brinquedos, toalha bordada, roupas de calor, de frio, mais brinquedos, mais roupas e muito, mas muito mimo… rs Tirou umas 100 fotos no colo do BDL( Bando do Louco ) que foi visita-lo no feriado e nos dois aniversários que comparecemos esse final de semana passado.

Muito brinquedos educativos, que estimulam a cordenação motora e a criatividade, muitas cores, formas geométricas e tudo diferente, não ganhou nada repetido(por sorte).

É um barato ver ele brincando, agora acho que ele já entendeu que as suas mãos obedecem ao seu comando, ele tá na vibe de arremessar as coisas  “olha filho o elefantinho…” Vuuuuuuuuup no chão… “Olha que bonito filho o ursinho…” paaaaaaaf no chão, a maioria dos brinquedos é de um plástico duro e barulhento, então, quando cai no chão parece que quebrou todo o jogo de louça da casa. Acho que ele se diverte mais com a minha cara de (¬.¬) quando pego do chão os brinquedos do que propriamente brincando. Na primeira vez é lindo, quero tirar fotos, chamo a Naty para ver, na 25º vez já olho assim para ele (¬.¬ ) e digo levanta e pega! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cada dia mais falante e curioso, não suporta mais ficar no carrinho deitado, tem que ser sempre na posição vertical, sentadinho, o ruim é que o carrinho tem um tecido que escorrega, ou seja, de 5 em 5 minutos temos que arruma-lo no assento e aguentar a cara dele de “puta carrinho zuado que vocês compraram hein!”.

A importância no dia das crianças para mim é se importar com a criança que temos em casa, na casa do vizinho, a criança que não conhecemos, a criança que todos temos dentro de nós e que na correria do dia a dia, esquecemos de deixa-la sair para brincar, isso é importante, nunca deixar a sua criança interior ser esquecida e apagada.

nico43Agradeço à todos que lembraram do Nico nessa data.
E agradeço ao Nico por me fazer lembrar da criança que tenho dentro de mim*.

 

*(Só para esclarecer, não estou grávido! Isso é só gordura mesmo, ok troladores de plantão! rs)

Leia Mais

Paciência…

… as vezes me falta, infelizmente.

Um tempo atrás(ontem, por exemplo…rs) Nico sofre com as (malditas) cólicas, ou com prisão de ventre, ocasionando corujões no meio da semana, Naty é uma santa(quando eu ronco, ela já me dá várias cotoveladas, quando o bebê chora ela faz gracinha… =/), tem toda a paciência do universo com o muleque… gritando, berrando, tocando o terror altas horas da madruga e a Naty só tentando acalma-lo com música, mordedor, brincadeiras e etc… Já eu, tenho prazo de validade no quesito sono(zzZZzZzzZz).

2:00am ainda sou produtivo, dou risada, falo merda.

3:00am estou iniciando a rotina de destruição em massa, linguajar monossilábico “sim, não, ok”, sorriso já não existe mais.

4:00am

cramulhão

Sendo assim, as vezes perce a paciência com o Nico, mesmo sabendo(mas não lembrando) que ele não tem a mínima idéia(ou seja, tá pouco se fodendo) de como resolver seus “problemas” e é totalmente dependente de nós(Naty e eu). Acho até injustiça da natureza, fazer um mamífero tão noob quanto o ser humano, poxa, tem mamífero por ai que já nasce tocando o terror na fauna… rs

Ok. Tudo resolvido, Nico dormindo, tudo no silêncio, minha barra de Stamina começando a carregar(junto com a de paciência), quando de repente o moto boy “pseudo segurança da rua” passa em frente nossa casa tocando aquela “pseudo sirene” … o Nicolas tem horror aquele barulho e antes do moto boy sair de nossa rua, Nico acorda chorando. Ontem Naty falou “Ai amor, ainda bem que eu não tenho uma sniper, porque senão ouviriamos apenas um tiro, seguido de um barulho de moto ralando na calçada “ e com esse barulho o Nico não acordaria, mas como não temos… paciência.

Leia Mais

O quarto

Por motivo de força maior(o calor dos infernos que esta fazendo em SP) decidimos que já esta na hora do Nico ir para o seu quarto, para gente poder voltar a usar os dois ventiladores que temos no quarto hahaha. Além de que, o quarto do Nico é bem mais ventilado do que o nosso, pois tem uma janela de frente para a rua (e para o vento noturno…rs). Ele estava dormindo no “berço chiqueirinho” montado do lado da nossa cama.

Conseguimos estabelecer uma rotina para que ele durma a noite inteira, quase nunca falha. Apelidamos de “combo de sonolência” rsrs.

Ele fica muito espoleta e conversador a noite(igual a Naty), quando chego da pós ou do trabalho, costumo ficar brincando (babando) com ele, para Naty poder tomar um banho, ajeitar algumas coisas, ir para o pc um pouco, jogar Plantas x Zombies e desanuviar a mente… rs

Dai começamos o “combo da sonolência”… Enquanto eu “canso” ele com risadas, ginásticas e muita conversa, vou organizando sua área de banho, arrumo trocador, pego toalha, fecho janelas, organizo a próxima troca de fraldas e etc… Quando a Naty sai do banho, começo o banho do Nico, sempre rápido para evitar ressecamento de pele(orientação do dermatologista) e o stress do pequeno.

Após o banho morno, vem a arma secreta, a mortífera “Tits” (apelido carinho) fábrica de leite materno. Após 10~12 minutos de alimentação contínua(sim, ele é bom de “garfo” igual o pai) começa a última fase do plano. Faço ele arrotar, pego no colo, coloco a música de dormir(um app para android que chama Music Box Baby) e começo a cantarolar o repente da sonolência… rsrs

5~10 min depois, ele começa a piscar mais forte, com os contornos dos olhos vermelhinhos de sono, as mãozinhas juntas próximas ao peito, ainda acordado, coloco ele no berço e deixo a musiquinha rolando bem baixinho atrás do travesseiro, mais 5~10 min e ele CAPOTA num sono profundo, cheio de tits, cores e fantasia.

MAAAAAAAAAAS ontem, seu primeiro dia no quarto sozinho, o plano falhou… rs Ele foi dormir só as 4AM, deixando a Naty parecendo um Zombie… rs… Mas creio que seja questão de costume, espero que hoje o plano funcione, pois Naty e eu somos como o Pink e o Cérebro, todas as noites tentamos dominar o mundo(do sono do Nico).

pink_cerebro

“O Pink, o Pink e o Cérebro, o cérebro e o Pink!”

=D

Leia Mais